Publicidade

As reservas internacionais da Venezuela caram para menos de US$ 10 bilhes (R$ 31,8 bilhes) pela primeira vez em 15 anos, enquanto a m gesto crnica, a corrupo e os baixos preos do petrleo continuam a golpear aquele que costumava ser o pas mais abastado da Amrica do Sul.

Segundo o Banco Central do pas, as reservas esto em US$ 9,98 bilhes, o que representa uma reduo de 77% desde janeiro de 2009, quando elas atingiram o pico de US$ 43 bilhes.

Juan Barreto – 24.jun.2017/AFP

Ativista da oposi
Ativista da oposio enrolado em bandeira da Venezuela protesta contra Nicols Maduro em Caracas

A queda chega em um momento de tenso poltica elevada. Neste domingo, os venezuelanos votaram em um plebiscito no plano amplamente rejeitado de Maduro de criar uma Assembleia Constituinte.

Enquanto isso, a queda no nvel das reservas dever reativar o temor de que a Venezuela entre em moratria em relao a sua dvida pblica ainda este ano. A expectativa a de que a petroleira estatal PDVSA reembolse, em capital e juros, US$ 3,7 bilhes no quarto trimestre de 2017.

“O estado das reservas internacionais e do desperdcio das reservas em moeda estrangeiras na Venezuela uma das histrias mais tristes da histria econmica”, disse o economista Javier Hernndez, da Universidade Central da Venezuela.

A Venezuela ainda tem dvidas de longo prazo com a Rssia, a China e o Banco de Desenvolvimento da Amrica Latina (CAF), alm de empresas que processaram o pas caribenho por descumprir suas promessas ou expropriar seus recursos.

A diretora para a Amrica Latina do Eurasia Group, Risa Grais-Targow, disse que o pas deve US$ 3,7 bilhes a empresas que venceram processos contra Caracas no tribunal para disputas de investimentos do Banco Mundial. Ela afirma que outros casos devero ser decididos nos prximos meses.

O Banco Central venezuelano recentemente vendeu US$ 1 bilho em ttulos da dvida pblica aos fundos de investimento Goldman Sachs e Nomura, mas a reao internacional em relao s aquisies dificultaro que isso ocorra outra vez.

O economista-chefe da corretora nova-iorquina Torino Capital, Francisco Rodrguez, disse, porm, que o governo de Maduro pode levantar cerca de US$ 14,5 bilhes com uma srie de outras medidas.

Dentre elas, os emprstimos feitos a pases pequenos do Caribe e da Amrica Central no governo de Hugo Chvez (1999-2013). O maior devedor a Nicargua, com um montante de US$ 2,9 bilhes.

O governo ainda poderia tomar os ativos de empresas privadas que controlam bancos e companhias de seguros, que esto sob controle estatal. Pode ainda tirar dinheiro da PDVSA e de outras estatais, e pode ter sobrado algum recurso dos emprstimos chineses feitos anos atrs.

“O dinheiro dos emprstimos chineses no pode ser usado para pagar a dvida, mas pode ser usado para pagar importaes”, afirma Rodrguez.

Hernndez diz que a Venezuela pode conseguir cerca de US$ 1,2 bilhes vendendo suas participaes em empresas petroleiras, mas, assim que o dinheiro acabar, “vejo a China como a nica fonte de recursos, devido aos interesses geoestratgicos e seu desejo de controlar o acesso a recursos naturais”.

No passado, os altos preos do petrleo socorreram o pas, mas isso parece improvvel agora. A commodity perdeu dois teros de seu valor desde o pico, em 2008, e o barril de petrleo Brent, cotado em Londres, teve uma queda de 15,5% nos seis primeiros meses deste ano —a maior reduo em um semestre desde 1998.

O governo de Maduro culpa a queda no preo do petrleo, e uma sabotagem liderada pelos EUA, por sua angstia econmica, embora os valores do leo estejam duas vezes maiores que em 2002, a ltima vez em que as reservas internacionais estiveram em nvel to baixo.

Estatsticas da Organizao dos Pases Exportadores de Petrleo (Opep) divulgadas nesta semana mostram que os dividendos provenientes do petrleo venezuelano caram 13,6% entre maio e junho, enquanto os outros grandes produtores registraram alta na arrecadao.

“Esta queda nos dividendos no s por causa dos preos baixos”, disse Hernndez. ” tambm pela forte reduo da produo.”

E, apesar do caos crescente, a maioria dos analistas estimam que a Venezuela faa uma confuso financeira e consiga evitar o colapso completo de sua economia, pelo menos neste ano.

O governo “provavelmente ser capaz de arrumar os recursos para evitar a moratria no quarto trimestre, considerando que Maduro continue no poder”, disse Grais-Targow. Porm, ela adverte que “vai ser por pouco”.

Traduo de DIEGO ZERBATO



Source link

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA