Seis pessoas foram presas pela prática de crime ambiental no município de Aripuanã (1.002 km a Noroeste), na quarta-feira (31.05), durante trabalho da Polícia Judiciária Civil, que resultou também na apreensão de seis motocicletas e três motosserras.

Os presos, J. M.B., E.S,B.,  J.C.G.A., A.A.M., J.F.S. e M.S.C. foram autuados em flagrante pelos crimes associação criminosa, esbulho possessório e destruição de floresta protetora, sendo esse último tipificado no artigo 50 da Lei nº. 9.605/98.

As diligências iniciaram após o registro do boletim de ocorrência feito pelo responsável por uma propriedade rural localizada no Distrito de Conselvan, Linha São José, informando invasão da área por posseiros, que vinham causando sérios prejuízos ao meio ambiente, como a destruição da floresta nativa existente na região.

Com base na denúncia, os policiais foram até o local e flagraram os seis homens na  propriedade rural devastando a floresta com uso de serras elétricas. Diante dos fatos,  todos os seis envolvidos foram conduzidos à Delegacia de Polícia de Aripuanã, interrogados pelo delegado Alexandre da Silva Nazareth e autuados em flagrante.

Por se tratar de delitos, cujas penas somadas ultrapassam o limite de 4 anos, não foi arbitrada fiança aos presos. Eles foram transferidos para Cadeia Pública local, ficando à disposição da Justiça.

 

Da Assessoria



Source link

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA