Visando prevenir e reprimir a criminalidade dentro e fora das unidades escolares, a Polícia Militar (PM-MT) atende cerca de 40 escolas municipais e estaduais em Várzea Grande com o programa “Guardião Escolar”. O projeto é realizado por meio de palestras sobre enfrentamento e conscientização contra as drogas. Além disso, os policiais militares fazem rondas no entorno da unidade educacional.

Segundo o coordenador do projeto no município, sargento PM Clayton Rezende, o programa foi criado devido a grande demanda do corpo docente das escolas em relação à violência, e ao uso e tráfico de drogas nas proximidades das escolas.

“Fazemos rondas para retirar esses indivíduos que não fazem parte do corpo escolar, e estreitamos as relações com as palestras de enfrentamento”, explicou o militar.

Em relação aos jovens estudantes, ele conta que antes da palestra é realizada uma sondagem com a diretoria pedagógica do local, para saber o problema pontual daquela escola.  “Acreditamos que a prevenção é tão importante quanto a repressão. Então, nós retiramos esses jovens do mundo das drogas e do crime. Sentimos a gratidão de forma imediata da sociedade. Este programa tem dando certo”.

A Escola Estadual Nadir de Oliveira, localizada no Bairro Jardim Glória, é uma das 40 unidades que recebe o programa Guardião Escolar no município de Várzea Grande. A escola conta com 806 alunos, e atende crianças e adolescentes do 5º, 6º, 7º e 9º anos do Ensino Fundamental e do 1º ao 3º anos do Ensino Médio. Para o aluno do sétimo ano, Gabriel Marcos, a presença dos policiais nos arredores da escola é uma garantia de segurança.

“Acho boa a presença da polícia, porque ajuda a não ter muita briga e violência aqui na escola. Minha mãe acha que assim melhora o desempenho de todos”, disse.

A coordenadora da Escola, Edileuza Veloso, falou sobre a importância do programa nas escolas. “A gente fala muito para os alunos do assunto, mas ‘santo de casa não faz milagre’. Quando os policias vêm e falam, parece que recebem melhor, até porque eles vivenciam essa realidade. Os alunos acreditam neles. Não podemos deixar de ter a presença dos militares conosco”, destacou.

Todos os municípios do estado também contam com a ronda escolar, e recebem ajuda das bases comunitárias que estão localizadas dentro dos bairros.

Da Assessoria

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA